Notícias

Tsutomu Nihei responde a perguntas em seu Painel na CCXP 2016!

| por:

Postado em: #Animes #Anúncios #Brasil #Cinema #Especiais #Eventos #Fãs #Japão #Mangás

Neste ultimo final de semana, na CCXP 2016, estivemos no Painel do mestre Tsutomu Nihei, criador de Knights of Sidonia e Blame, confira a cobertura!

Em um bate-papo bem interessante o criador de Knights of Sidonia e Blame, Tsutomu Nihei, em seu Painel no auditório Ultra na Comic Con Experience 2016, mediado por Cassius Medauar, respondeu várias perguntas e revelou algumas curiosidades sobre seus novos trabalhos, também estavam por lá, representantes da Kodansha e o produtor da série.

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-6

Estive por lá e abaixo vocês podem conferir a cobertura completa do Painel:

Cassius: O que estão achando do Brasil e da CCXP 2016?

Nihei: O Brasil é muito legal. Sempre gostei e estava ansioso por conhecer o País, e umas de minhas maiores vontades era comer churrasco, sempre quis experimentar.

Sobre a CCXP, não imaginava que teria tanta gente para me ver e estou muito feliz com a recepção e o que está vendo por aqui.

Cassius:  Como foi o início de seu trabalho, por onde  começou?

Nihei: quando estava caminhando por Shibuya, encontrei-me com o produtor Yamazaki, a cerca de 20 anos, e perguntei como  eu poderia me tornar um mangaká. Anos depois estou aqui.tsutomo-nihei-painel-editora-jbc

Cassius: Como foi começar a produzir Blame?

Nihei: Originalmente já havia feito alguns trabalhos para a Kodansha, essas histórias eram parecidas com as de Blame e acabaram se tornando periódicas. Só que Blame, lançado no Japão há 20 anos, não foi feito para ser um mangá padrão, com cara de mangá, por ter o tom de uma guerra civil, resolvi ir além.

Cassius: Depois de tanto tempo, o que você acha de sua obra estar chegando ao Brasil?

Nihei: Como é uma obra de 20 anos, realmente estou feliz por ela ter chegado a tantos países e principalmente ganhando um longa de animação.

Cassius: Como você vê sua evolução, do trabalho entre Blame até chegar em Sidonia?

Nihei:  Eu envelheci!(risos)

Produtor:  Explicando mais sobre Blame, muitos dizem que o traço é sobre-humano, pelo nível de detalhes e evolução.

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-2

Cassius: Como foi ter uma obra sendo transformada em animação e um trabalho não convencional com a mistura entre 3D e anime?

Nihei: Me sinto feliz quando minhas obras se tornam animes,  porque com isso, mais pessoas conhecem meus trabalhos e vão em busca dos mangás e com isso só tenho a ganhar. O animes tornam os mangás mais muito mais populares.

Quando eu trabalhava em Sidonia, eu já estava pensando no mercado internacional, sair pelas mãos da Netflix só facilitou esse processo.

Cassius: para o produtor, como foi o processo de produção, pois algumas vezes o autor não participa de boa parte do trabalho e neste caso Nihei estava junto?

Yamazaki: sim, na verdade Sidonia teve uma grande participação de Nihei e demorei uma semana para conseguir conversar com o diretor e roteirista a respeito disso, sempre em conjunto com  Nihei!

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-3

Cassius: De onde veio a ideia de fazer Blame e por que filme e não seriado?

Yamazaki: minha primeira ideia, foi fazer um longa metragem, não irá seguir o mangá original e as alterações foram feitas para que pudessem facilitar o entendimento da história para o espectador.

Nihei / Yamazaki: Inicialmente não pensamos em formato de episódios e sim nas questões de contratuais, que já previam que a próxima obra de Nihei deveria ser longa de animação para fazer uma mudança bem grande no estilo. Será praticamente um Remake do que é no mangá.

Cassius: como está a produção de animação e pra quando podemos esperar o lançamento dela? O teaser trailer já foi lançado, mas ainda não temos maiores noticias…rs

Yamazaki: O filme está com um pouco mais de 70% e no próximo ano, em julho, será anunciado durante um evento especial sobre estas datas, mas provavelmente na primavera Brasileira (uau)de 2017 o filme ja chegue aos cinemas japoneses.

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-4

Na conta do twitter oficial eles sempre divulgam o andamento da produção, sigam e acompanhem Blame no Twiiter

Após a resposta, Cassius informa sobre a exibição de um vídeo editado pelo próprio Nihei com algumas cenas que já estão prontas para o longa metragem de Blame, é um vídeo curto não finalizado que foi editado especialmente para o Brasil.

Lau – Eu até filmei alguns trechos, mas ao término da exibição, foi pedido que não divulgássemos, para que possa ser mantido o clima de exclusividade em nosso território.

Yamazaki: eu trouxe um pequeno trabalho ainda inédito, o comecinho da primeira parte de Blame, apenas com som provisório e animação ainda não finalizada.

Lau – Com apenas dublagem e sem trilha sonora.  A animação segue o padrão de Sidonia, mas claro, melhor por ser um longa e produção mais atual.

Cassius: Tanto Blame e Sidonia tem entre 10 e 15 volumes lançados, os mangas Shonens normalmente ultrapassam esse numero, o que você acha disso?

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-6

Nihei: No meu caso, gosto de fazer muitas obras rápidas, mas em Sidonia, pelo sucesso tive que estender para 15 volumes. Não é que eu tenha estendido a toa, apenas para vender. Mas  é que chegando ao climax, a história precisava de uma atenção maior, maiores detalhes, por isso alonguei.

Neste momento o editor chefe  da revista Shonen Sirius da kodansha, que comanda a revista pediu para comentar:

Quanto a esta pergunta, Nihei já tem uma visão completa sobre sua obra, então não tem como mudar, ele apresenta o trabalho completo e seguimos suas sugestões confiantes de seu trabalho. Os fans sempre querem continuar com isso, e a própria parte editorial sugere estender ou criar outras obras sobre o titulo.

Cassius: De todas as obras, qual personagem você escolheria:

Nihei: o protagonista da obra de estreie, Killy

Pergunta do Interprete Tiago(e que pergunta Foda) : Sidonia e Blame fogem do padrão do mercado japonês, já que o mercado de animação japonês não está nos seu melhor momento, o que vocês acham de como vai a industria?

Nihei: Prefiro que o produtor responda!!!! risos

Yamazaki: sim de fato o Japão não esta em um bom momento, ele não suporta a quantidade de animes lançados anualmente, por isso a perdas de qualidade nos trabalhos, com 60 animes lançados em média a cada 3 meses, é possível que em alguns anos os produtores vão eliminar os lançamentos dos francos, reduzindo e ficando apenas os melhores .

tsutomo-nihei-painel-editora-jbc-7

Cassius: para encerrar, Nihei sobre APOSIMZ(seu próximo mangá): sempre produziu Seinen e agora com esse lançamento Shonen, o que vocês esperam? Como está o andamento?

Nihei: Ainda na metade do primeiro capitulo de APOSIMZ(risos)

Será uma obra bem Sci Fy, bem pesado nesse sentido, direcionada para jovens e talvez a mais divertida da carreira dele

O publico aplaude.

Neste momento é mostrada por Tsutomo a revista que ainda vai anunciar o lançamento da obra na próxima Shonen Sirius,  ainda não lançada no Japão, ele trouxe uma versão impressa com exclusividade para o publico Brasileiro para a CCXP 2016.

Yamazaki: Inicialmente é uma revista shonen da Kodansha, com heróis henshin, jovens que se transformam para enfrentar o mal, ele se emocionou bastante. Ao contrario das outras obras que focam em mechas, essa irá focar em transformações no estilo Henshin. O tema perfeito de estreia no estilo Shonen.

Este foi o Painel de Nihei na CCXP 2016, apesar de parecer longo, a apresentação foi bem bacana e muito aplaudida, nos resta tentar adivinhar quem a Editora JBC irá trazer no próximo ano, alguma sugestão ai?

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter: @Anime_Xis e Instagram: Anime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no Facebook: Anime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!

 

Sobre o autor

Lau

Laudelino( ou apenas Lau) acompanha os animes a pouco mais de 20 anos, organizou exibições de animes no Centro Cultural de Rio Claro, interior de São Paulo por 7 anos, trabalhou em diversas áreas até abrir o espaço Anime Xis, voltado para LAN House, RPG, Cardgames e claro; animes e tudo que circula esta área. Atualmente é Editor Chefe do Site e responsável pela loja Anime Xis, além do site escreve para a Revista Mundo OK do editor Daniel Yonamine, também é fotógrafo formado pela UNIMEP em Piracicaba - SP e fotografa de tudo(mesmo). Então precisando de trabalhos ou boa conversa sobre anime, mangás, nerdisses e Fotografia, pode chamar no @Anime_Xis ou no @lmoreirafotografia.