Notícias

Anunciados os ganhadores do 63º Shogakukan Mangá Awards

| por:

Postado em: #Anúncios #Japão #Mangás

Mangás adaptados para anime Puri Puri Chi-chan!! e Koi wa Ameagari no You ni, atualmente no ar, estão entre os vencedores do Shogakukan Mangá Awards deste ano.

shogakukanA comissão julgadora da premiação 63rd Shogakukan Manga Awards anunciou os vencedores deste ano na segunda-feira (22/01). Cada título será homenageado com uma estatueta de bronze e um prêmio de 1 milhão de ienes (cerca de US$ 9.000,00).

Melhor Mangá Infantil

Puri Puri Chi-chan!!
Hiromu Shinozuka
Serializada na CIAO (Shogakukan)

A história gira em torno de uma menina chamada Yūka, que encontra um ser das profundezas da Terra chamado Chii-chan (um apelido de chiteijin, a palavra japonesa para moradores subterrâneos) e um estrangeiro chamado Ucchan (um trocadilho de uchūjin ou alienígena). A história segue suas vidas cotidianas calorosas e caóticas juntas.

Shinozuka lançou o mangá em Março de 2015 e inspirou uma adaptação de anime em Abril de 2017.


Melhor Mangá Shounen

Yakusaku no Neverland (The Promised Neverland)
Kaiu Shirai e Posuka Demizu
Serializado na Weekly Shonen Jump (Shieisha)

Emma, ​​Norman e Ray são os filhos mais brilhantes do orfanato Grace Field House. Sob o cuidado da mulher que eles chamam de “Mãe”, todas as crianças têm desfrutado de uma vida confortável. Boa comida, roupas limpas e o ambiente perfeito para aprender. Um dia, no entanto, Emma e Norman descobrem a triste verdade do mundo exterior, que eles são proibidos de ver.

O manga foi lançado em Agosto de 2016 e também está sendo serializado na edição digital inglesa da Shamen Jump da Viz Media. A Shueisha publicou o sétimo volume em 4 de Janeiro.


Melhor Mangá Shoujo

Omoi, Omoware, Furi, Furare
Io Sakusaka
Serializado na Bessatsu Margaret (Shueisha)

Yuna quer um amor que seja como um sonho. Akari acha que ela pode se tornar melhor no amor e é muito realista em sua abordagem. Kazuomi não entende o amor e se pergunta se é como uma comida saborosa. Por outro lado, Rio não rejeitará quem venha em frente, desde que essa pessoa seja fofa.

Io Sakisaka (criadora de Ao Hari Ride) lançou o mangá em Junho de 2015. A Shueisha publicou o sétimo volume em Dezembro.


Melhor Mangá Geral (2 vencedores)

Kubo Ibuki
Kaiji Kawaguchi
Serializado na Big Comic (Shogakukan)

O estado dos assuntos mundiais está mudando a um ritmo vertiginoso, particularmente na crescente força militar dos países vizinhos do Japão. Em resposta a uma escaramuça com a China perto das ilhas disputadas de Senkaku, o Japão constrói o porta-aviões Ibuki.

Kawaguchi (Zipang) lançou o mangá em colaboração com o jornalista Osamu Eya em Dezembro de 2014. A Shogakukan publicou o oitavo volume no mês passado.


Koi wa Ameagari no You ni (After the Rain)
Jun Mayuzuki
Serializado na Weekly Big Comic Spirits (Shogakukan)

Tachibana, uma linda garota do colegial de 17 anos está apaixonada… Não é um simples amor, algo que talvez seja impossível. Ela está apaixonada pelo gerente de seu trabalho que tem 45 anos de idade, que cuida de um restaurante familiar. Será que ela irá desistir de seu amor e viver sua simples vida cotidiana de colegial ou conseguirá passar os seus sentimento a alguém tão diferente dela?

Mayuzuki lançou o mangá na Monthly Big Comic Spirits da Shogakukan em 2014, antes de ser transferido para o Weekly Big Comic Spirits no início de 2016, onde é serializado um novo capítulo a cada duas semanas. A Shogakukan publicou o oitavo volume compilado do mangá em 12 de Julho e publicará o nono volume do mangá em 10 de Novembro.

O mangá foi nomeado em 9º lugar na premiação Manga Taisho em 2016 e foi classificado em 4º lugar na edição de 2016 do guia Kono Manga ga Sugoi! da Takarajimasha.

Atualmente, uma adaptação em Anime TV do mangá está sendo exibida no Japão. O mangá também está recebendo uma adaptação para filme live-action.


Na comissão julgadora deste ano incluiu Kiyoko Arai (Beauty Pop), os autores Mitsuyo KakutaEiji Kazama, Kenshi Hirokane, o colunista Bourbon Kobayashi e outras seis pessoas.

A Shogakukan realiza esta premiação desde 1956 e entre os títulos vencedores, incluem obras como Hikaru no Go (2000) de Yumi Hotta e Takeshi ObataInuyasha (2002) de Rumiko Takahashi20th Century Boys (2003) de Naoki UrasawaKeroro gunso (2005) de Mina YoshizakiBoku no Hatsukoi o Kimi ni Sasagu (2008) de Kotomi AokiBlack Bird (2009) de Kanoko SakurakojiSket Dance (2010) de Kenta ShinoharaSpace Brothers (2011) de Chuya KoyamaKids on the Slope (2012) de Yūki KodamSilver Spoon(2013) de Hiromu ArakawaMagi (2014) de Shinobu Ohtaka e Yo-kai Watch (2015) de Noriyuki Konishi.

Em 2017, os vencedores foram Ijime, de Kaoru Igarashi; Mob Psycho 100, de ONE; 37.5°C no Namida (37.5°C Tears), de Chika Shiina; Blue Giant, de Shinichi Ishizuka e Juuhan Shuttai! (Second Print Run Confirmed!), de Naoko Matsuda.

Nós da equipe Anime Xis parabenizamos todos os vencedores!

Fonte: Manga Mag

  • E ai, o que acha? Está lendo algumas dessas obras? Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário aqui pra gente!

– Leia mais sobre Mangás aqui no Anime Xis!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!

amazon-mangas

Sobre o autor

Luiz GP

Um fã de animes de olho nas notícias de animes e que gosta Dragon Ball e animes musicais. Além de professor de geografia, narrador esportivo, fã de esportes (principalmente NFL, NBA, NHL, MLB e ciclismo), torcedor do São Paulo FC e baixista de banda de rock as vezes. Duvidas? Siga-me que eu respondo -> twitter e Insta: @oluizsama