Notícias

42th Kodansha Manga Awards: Vencedores Anunciados!

| por:

Postado em: #Anúncios #Japão #Mangás #Revistas

Mangás BEASTARS, Toumei na Yurikago, Sanju Mariko e Fragile são vencedores da edição de 2018 da famosa premiação da Kodansha.

Kodansha logo

A editora Kodansha anunciou nesta semana os vencedores do 42th Kodansha Manga Awards.

Melhor Mangá Shounen:

BEASTARS
de Paru Itagaki
revista: Weekly Shonen Champion (Akita Shoten)

Enredo: O mangá acontece em um mundo de carnívoros e herbívoros, onde há muita esperança, amor e ansiedade. Regoshi é um lobo que é membro do clube de drama da Academia Cherryton e, apesar de ser um lobo, ele é muito sensível. O mangá segue a vida adolescente de Regoshi e muitos outros animais.

Concorreram nesta categoria: Arslan Senki (The Heroic Legend of Arslan), In/Spectre e Cells at Work! (Hataraku Saibou).


Melhor Mangá Shoujo:

Toumei na Yurikago (The Invisible Cradle)
de Bakka Okita
revista: Hatsu Kiss (Kodansha) 

Enredo: O mangá gira em torno da estudante de enfermagem Bakka, que começa sua residência em uma clínica de obstetrícia e ginecologia por recomendação da mãe. As histórias do mangá são baseadas nas experiências de Okita trabalhando como enfermeira em uma clínica similar.

Concorreram nesta categoria: Lovesick Ellie, Kore wa Kitto Koi Janai e Suteki na Kareshi.


Melhor Mangá no Geral (2 vencedores):

Sanju Mariko (Mariko at 80)
de Yuki Ozawa
revista: Be Love (Kodansha)

Enredo: O mangá gira em torno da romancista veterana Mariko Koda, que mora com as famílias de seu filho e seu neto em uma casa. Sentindo que ela não tem mais lugar em sua casa, ela decide sair de casa e sair sozinha, começando por morar em um café de mangás na cidade.

Fragile – Byourii Kishi Keiichirou no Shoken (Fragile – The Finds of Pathologist Keiichirō Kishi)
de Saburō Megumi (escritor) e Bin Kusamizu (ilustrador)
revista: Afternoon (Kodansha)

Enredo:  O mangá gira em torno de Keiichirō Kishi, um patologista que aconselha médicos em seus diagnósticos e cujo julgamento é muito confiável. Muitas vezes, os médicos observam que ele é uma pessoa excêntrica, mas é bom no que faz.

Concorreram nesta categoria: Tongari Bōshi no Atelier e Hare Kon.


Os autores dos mangás vencedores receberão um certificado de premiação, uma estatueta de bronze e uma premiação de 1 milhão de ienes (cerca de US$ 9.100,00). Ken Akamatsu, Tochi Ueyama, Oh! Great, Atsushi Kase, Miyuki Kobayashi, Yūji Moritaka e Kazumi Yamashita formaram o comitê de seleção.

Em anos anteriores, na premiação da Kodansha também tinha o premio para Melhor Mangá Infantil, porém, desde 2015 a organização da premiação decidiu integra-os nas premiações de mangás shounen e shoujo.

Em 2017, o mangá de Kotono KatoShoukoku no Altair (Altair: A Record of Battles) ganhou o prêmio de melhor mangá Shounen, P to JK de Maki Miyoshi venceu como melhor mangá Shoujo e The Fable de Katsuhisa Minami venceu como melhor mangá no geral. Shoukoku no Altair ganhou uma adaptação em anime no ano passado.

Nós da equipe Anime Xis parabenizamos os vencedores.

Fonte: Comic Natalie

  • E ai, o que acha? Já conhecia alguns desses mangás? Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário aqui pra gente!

– Confira outras premiações aqui no Anime Xis!

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!

amazon-mangas

Sobre o autor

Luiz GP

Um fã de animes de olho nas notícias de animes e que gosta Dragon Ball e animes musicais. Além de professor de geografia, narrador esportivo, fã de esportes (principalmente NFL, NBA, NHL, MLB e ciclismo), torcedor do São Paulo FC e baixista de banda de rock as vezes. Duvidas? Siga-me que eu respondo -> twitter e Insta: @oluizsama