Notícias

Japão: Mercado de Blu-Rays e DVDs apresenta queda de 24% em 2018

| por:

Postado em: #Animes #Anúncios #Fãs #Japão #Vídeos

Segundo a JVA, as versões em home-vídeo da maioria dos segmentos seguem em queda e isso inclui animes. Vendas de Blu-Rays caíram 22,1% e de DVD caíram 34,8%.

A Japan Video Software Association (JVA) divulgou nesta semana seu relatório estatístico de 12 meses sobre as vendas de home-vídeos no Japão de Janeiro a Dezembro de 2018.

O relatório afirma que as vendas de DVD e Blu-ray Disc para audiências gerais, excluindo lançamentos de aluguel, totalizaram 32,557 bilhões de ienes (cerca de US$ 292,2 milhões), uma queda de 24,2% em relação aos 42,931 bilhões de ienes de 2017. (Essa categoria inclui animes voltados para adolescentes ou espectadores mais velhos e exclui animações e animações estrangeiras voltadas para crianças).

Dessas vendas, as vendas de discos Blu-ray caíram 21,1% e as vendas de DVDs caíram 34,8%. As vendas de discos Blu-ray representaram 80,7% das vendas e as vendas de DVD representaram 19,3% das vendas. As vendas de animes de audiência geral compuseram 22.9% do mercado de vendas de home-vídeo em todo o planeta.

As vendas de home-vídeo de animes para crianças caíram 28,6% de 2017 para 1,436 bilhão de ienes (cerca de US$ 12,8 milhões). Essas vendas representaram 1% do mercado total.

O aluguel de DVDs e Blu-ray Disc para o público geral caiu 16,5% em 2018 para 5,675 bilhões de ienes (cerca de US $ 50,9 milhões) e o aluguel de home-vídeos de anime caiu 19,3% para 1,437 bilhão de ienes (cerca de US $ 12,9 milhões).

No geral, o mercado de home-vídeo caiu 5,1% para 178,084 bilhões de ienes (cerca de US $ 1,598 bilhão) em comparação a 2017. As vendas de DVD caíram 7,3% e as vendas de discos Blu-ray caíram 2,7%. As vendas de DVD representaram 51,8% do mercado e as vendas de discos Blu-ray representaram 48,2% do mercado.

As vendas domésticas de DVDs de DVD e Blu-ray Disc para o público em geral, excluindo os lançamentos de aluguel, em 2017 tiveram um aumento de 2,6% em relação a 2016, impulsionadas pelas vendas de hits como o filme anime Kimi no Na Wa (your name) e  Kono Sekai no Katasumi ni (In This Corner of the World). O mercado de 2016 apresentou queda de 15,8% em relação a 2015.

O ano de 2017 foi o primeiro ano desde 1987 que o mercado de home-vídeo em geral foi inferior a 200 bilhões de ienes. A receita de home-vídeo no Japão diminuiu gradualmente desde 2005. As vendas atingiram o pico em 2004, com uma receita de 375,3 bilhões de ienes.

Antes dos serviços de streaming, era uma prateleira como essa que visitávamos quando queríamos alugar ou comprar algum filme, série ou anime.

– Bom, acho que não precisa nem dizer que muito desta queda deve-se ao fato de muitos vídeos, filmes e séries que as pessoas procuram já estão sendo disponibilizada pelos streams (no caso do Japão: Nico Nico, Netflix, Crunchyroll, Amazon Prime Video, Hulu, HIDIVE, AbemaTV, d’Anime Store, Youtube, entre muitos outros). O que significa que não será surpresa se nos próximos anos houverem relatórios de novas quedas de vendas de Home-Vídeos.

Fonte: Site da JVA, Relatório 2018 – Link 1, Link 2Animation Business Journal via ANN

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis Instagram:Anime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!

amazon-mangas

Sobre o autor

Luiz GP

Luiz é editor dos sites Anime Xis e Revista Mundo OK. Formado em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e um fã de animes e cultura japonesa. Além de professor escolar, já atuou como locutor de web-rádio, fã de esportes (principalmente NFL, NBA, NHL, MLB e ciclismo), torcedor do São Paulo FC e baixista de banda de rock as vezes. Duvidas? Siga-me que eu respondo -> twitter e Insta: @oluizgp