Artigos

Japão: Assistentes de produção de animes compartilham seus problemas em pesquisa anônima

| por:

Postado em: #Animes #Fãs #Japão

76% dos assistentes de produção de animes relataram trabalhar horas extras não remuneradas e muitos relataram receberem abusos psicológicos / físicos.

AOI: “- SAI DA FREEEENTE!” (ANIME: SHIROBAKO)

Após muitas informações surgirem no Japão e chegando a serem divulgadas tanto aqui no Anime Xis como em vários outros sites sobre as condições de trabalho de staff de animes, O blog japonês de informação de produção de animação dirigida por fãs, Sakuga Blog publicou na terça-feira (30/04) os resultados de uma pesquisa anônima realizada com 25 assistentes de produção de animes.

Eles não identificaram em quais estúdios trabalhavam, mas deram comentários importantes que foram computados e avaliados pela equipe do blog japonês:

Trabalhos Extras:

  • De acordo com a pesquisa, 96% dos entrevistados trabalharam por um longo período de tempo.
  • 72% disseram que fizeram “sempre”.
  • Apenas 20% disseram que não trabalham nos finais de semana ou feriados.
  • Além disso, 76% acumularam horas extras não remuneradas.
  • 44% disseram trabalhar horas extras não remuneradas “ocasionalmente”, enquanto 32% disseram que fizeram “sempre”.

Os entrevistados falaram sobre como eles deveriam estar de plantão e um entrevistado disse: “Você nunca pode sair de férias caso algo aconteça e você tem que ajudar com outros episódios também”.

Assédio de Poder:

76% disseram que receberam assédio de poder (ou seja, abuso psicológico / físico) de seus superiores no trabalho, 56% disseram que isso aconteceu ocasionalmente, enquanto 20% disseram que isso aconteceu sempre.

Um testemunho dizia o seguinte:

“Eu parei de trabalhar em um estúdio não apenas com pagamento de horas extras não pagas, mas com cerca de 100.000 ienes de meus salários regulares não pagos. Também houve vários casos de empurrar uma tonelada de trabalho em recém-chegados até eles os queimarem completamente e, de repente, demiti-los sem dizer nada… No primeiro estúdio em que trabalhei, ouvi dizer que houve um caso de suicídio antes de me inscrever. Aquele estúdio usava cartões de tempo que iam até 500 horas. Escolha entre ser socado ou chutado, e realmente houve pessoas que sofreram ferimentos por serem atingidas ou estranguladas. Eu só posso esperar que as coisas possam melhorar o mais rápido possível.”

Comentários Positivos:

O Sakuga Blog notou que recebeu um testemunho positivo de pelo menos um assistente de produção. Este simpatizava com a situação dos trabalhadores menos afortunados, mas também escreveu:

“[…] o tópico de “horas extras” surge muito, mas para ser honesto, o tempo que eu gasto trabalhando não é doloroso. Não posso deixar de evocar as associações que faz, a minha experiência não corresponde à dos outros quando eles falam de horas extras. É claro que não acho que as pessoas que valorizam seu tempo fora do trabalho devam ser forçadas a trabalhar. É uma questão de como você escolhe viver sua vida”.

Outro assistente de produção disse que o estúdio em que trabalhava começou a dar dias de folga aos funcionários, em um esforço para reduzir a quantidade de horas extras. “No entanto, o sistema de produção de anime em si não mudou”, escreveu este assistente de produção, “então quando começamos séries sem uma boa programação, os dias de folga inevitavelmente vão embora e acabamos tendo que trabalhar horas extras todos os dias. Uma situação em que o próprio estúdio melhorou suas políticas, mas o processo de produção e como realmente fazemos anime ainda tem que acompanhar”.

Outras Ocasiões de emprego:

A pesquisa também esclareceu o status de emprego dos assistentes de produção participantes.

  • 92% disseram que eram empregados em tempo integral ou contratados (empregados durante a produção ou em várias produções).
  • 92% também disseram que receberam compensação total ou parcial por despesas de viagem.
  • Cerca de metade disse que eles receberam bônus e aumentos salariais. Isso está em contraste com o status dos animadores, a maioria dos quais não tem status de funcionário.

O blog Sakuga salientou que os locais de trabalho e as experiências dos assistentes de produção são diversos, pelo que o pequeno tamanho da amostra no inquérito não deve ser considerado totalmente representativo.

Casos em destaques:

Conforme já divulgamos aqui no Anime Xis anteriormente, em 5 de Abril, um assistente de produção da Madhouse se juntou a um sindicato e iniciou o processo de negociação coletiva. O assistente anônimo está pedindo indenização por horas extras não pagas, bem como um pedido de desculpas pelas várias formas de assédio de poder que recebeu. De acordo com relatos de Bungei Shunju, o homem trabalhou até 393 horas por mês durante o período de crise e foi hospitalizado recentemente devido a excesso de trabalho.

Em 2010, um assistente de produção da A-1 Pictures sesuicidou. O Escritório de Inspeção de Normas Trabalhistas de Shinjuku citou a depressão devido ao excesso de trabalho como a causa do suicídio do funcionário.

Mais recentemente, divulgados aqui no Anime Xis também que Terumi Nishii, a designer de personagens de Jojo’s Bizarre Adventure alertou os fãs estrangeiros sobre as dificuldades de trabalhar em animação japonesa e que eles não deveriam se mudar para o Japão para trabalhar com animes.

AMI: “- SE DÁ PARA CONTINUAR A ANIMAR DURANTE A MADRUGADA? TRANQUILO, NEM PARECE QUE COMECEI A TRABALHAR A MEIA NOITE DE ONTEM.” (ANIME: SHIROBAKO)

– Pois é amiguinhos, enquanto uma galera e vários Youtubers assistem os seus animes e vivem reclamam de staff e que a animação não está boa, boa parte esquece que o problema pode estar relacionado a várias más condições de trabalhos dadas a eles no Japão. As vezes os animadores se esforçam para entregarem um bom produto final, mas nem sempre dá certo devido principalmente as péssimas condições que os estúdios dão aos seus funcionários.

– Ainda sim, vamos torcer para que as coisas melhorem por lá, para que o resultado final de um anime também possa ser bom, afinal creio eu que ninguém quer ver o pessoal se matando de trabalhar e muito menos trabalhar de graça e sendo abusado pelos seus chefes.

Fonte: Sakuga Blog via ANN

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!

amazon-mangas

Sobre o autor

Luiz GP

Luiz é editor dos sites Anime Xis e Revista Mundo OK. Formado em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e um fã de animes e cultura japonesa. Além de professor escolar, já atuou como locutor de web-rádio, fã de esportes (principalmente NFL, NBA, NHL, MLB e ciclismo), torcedor do São Paulo FC e baixista de banda de rock as vezes. Duvidas? Siga-me que eu respondo -> twitter e Insta: @oluizsama